ENQUANTO A MAIORIA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA PASSA FOME A TELEVISÃO EXIBE PROGRAMAS DE RECEIRAS DA GASTRONOMIA NACIONAL E INTERNACIONAL

Os programas culinários não são novidade na televisão, mas conquistaram  o público brasileiro nos últimos anos com seus formatos inovadores,  competições e entr

Compartilhe:

*Por Jótha Marthyns  

Iniciando. Alerto vocês diletas pessoas leitoras em conjugar  raciocínios de leitura neste ‘texto mistureba’. Enfoco a fome,  misérias, cestas básicas, reality shows de gastronomias exibidos  na televisão. Programa segurança alimentar Bom Prato; Brasil  celeiro do mundo.  

Seguindo. Leiam o artigo 6º da nossa Constituição Federal que  determina que a alimentação é um dos muitos direitossociais que  lamentavelmente não são cumpridos em políticas públicas  emanadas do Eixo do Mal em Brasília. Entende? 

Paralelos. Sem mostrar defesa ideológica de ex governadores,  temos no estado de São Paulo, desde dezembro de 2000, de forma  inédita na história deste Pais, ‘restaurante popular’ subsidiado pelo governo paulista (dinheiro dos contribuintes) o Bom Prato.  

Rede composta por 59 restaurantes está na Capital, na Grande  São Paulo, no litoral, no Interior, servindo café da manhã, por R$  0,50, almoço e jantar ao custo de R1,00 às populações de  vulnerabilidades sociais, moradores de rua, indigentes,  desempregados. Parabéns a esses governantes. 

Página 1 de 4 

Ufanemo-nos! Nosso estado sempre foi a “locomotiva que puxa  os vagões do progresso do País! ” 

Êh, São Paulo, 

Êh São Paulo,  

São Paulo da garoa 

São Paulo que terra boa... 

Antes da TV apresentar em tapes ou ao vivo, programas de receitas dentro da gastronomia nacional e internacional, eram  famosos os livros de receitas preparados por ‘Tias, Vovós. Chefs  de cozinha“. Alguns alcançaram estrondosos sucessos de público  e vendas, hoje estão no passado guardados ou repassados para  reciclagem do papel. Tudo bem galera! Também somos das alas  daqueles que acreditam que autoconhecimento também é  informação indispensável nos tempos tecnológicos atuais. 

Tá óquey? Sim e daí? Calma Sisifos. Este tema gastronômico,  surgiu-me assistindo “chamadas” desses programas, exibidos em  horários nobres nos canais Globo, Band, SBT, Record. Em estalo  de memória surgiu aquela sarcástica gozação em cima de  cachorros passando por calçadas em frente a locais que assam  frangos. Sim, o sadismo brasileiro é denominado de “TV de  cachorro”. Já assistimos em frente a padarias, frangolândias, esse quadro com esses animais lambendo-se de sensação no cheiro e  sabor dos frangos dentro dessas maquinas.  

Tudo a ver com humanos nos tais programas, episódios de reality  shows que exibem candidatos a Master Chef, exibindo suas  capacidades no forno e fogão; degustação ao vivo pelos  julgadores. 

Cabe a pergunta: será que os produtores desses espetáculos de  glutonices avaliam os impactos neurológicos em famintas crianças  e adultos desnutridos, gerando impulsos de ‘lamber a televisão. ’ 

Página 2 de 4 

O que dizer dos cínicos sadismos dos comerciais da televisão de  perus sendo fatiados em coloridas e fartas mesas de festa de  Natal? Confesso, eu mesmo fico com minhas ‘lombrigas’ exaltadas!  

Agora, imaginem esses programas e comerciais sendo exibidos em  um barraco, sobre rede de esgotos, favelas, encostas de riscos,  cortiços urbanos. As crianças com os olhos grudados na televisão.  Sim essa é a vergonhosa realidade atual neste pais que alimenta o  Mundo em carnes e grãos, exporta know how de churrascarias, e não alimenta sua população de miseráveis. Atualmente, a  produção agropecuária anual do país representa já uma  quantidade quatro vezes maior do que a população precisa. O Brasil sem áreas desmatadas da Amazônia, é por anos seguidos, o 

‘celeiro mundo. ’ 

Enquanto nosso agronegócio tem clientelas nacionais, Europa e  da China, milhares de famílias com pais desempregados, cuidando  de órfãos de pais vítimas da Covid 19, estão com suas geladeiras e  dispensas vazias. Essas pessoas reviram caçambas de caminhão e  latas de lixo em busca de restos de comida. Vídeos de pessoas  fazendo fila para comprar ossos e carcaças de frango, pescoço e  pés de galinha, pelancas para “reforçar” a dieta de seres humanos  têm sido cada vez mais comuns no país. Brasília, omite-se e cala.! 

Milhares dessas famílias aguardam vez em filas para serem atendidas com pequenas cestas básicas através das  solidariedades de pessoas, Assistência Social de Municípios, Ongs. Aplausos a essas solidariedades! “Devagar com o Andor que o  Santo é de barro! ” Muito há ainda que se fazer amenizando a  fomes e misérias nesta Pátria Amada Brasil.  

Se bem que verdades devem ser ditas, a União, estados e  municípios, pouco colaboram. ‘Finge que faz’ no famoso ato  político de assistência ‘meia boca. ’

Página 3 de 4 

Sim, pois. Reparem o tamanho, volume, quantidade de itens  compondo “cestas básicas”. Sempre faltando leite em pó, aveia,  bolachas de qualidade, margarinas, ovos, carne seca. Esses tipos de produtos não são ofertados. Deveria. Cadê material de higiene  e limpeza, agregados nessas cestas? Façam um rápido exercício  de probabilidades. Em uma família de 2 adultos e duas crianças,  essas cestas só duram no máximo dez dias, e os vinte dias  restantes? Pais e filhos, lambem-se na frente da Televisão com os coloridos e exóticos pratos exibidos nos reality shows de  gastronomias.  

Pausa para H.Q. O menino Robin na BatCaverna, enquanto assiste  tal tipo de programa, faz suaves massagens Do-In nos pés do  Morcegão, exclama: Santas maldades dessas raças de víboras! 

Encerrando. Os programas de dicas de receitas na culinária  nacional ofertadas pela TV, sim, certeza, é maratona de dar água  na boca. É possível aprender a cozinhar, se emocionar, torcer,  conhecer novas culturas. Magnifica TV brasileira! Dos males que  rolam esses programas são maldades menores.  

Em tempo: a fome e miséria não é privilégio do Brasil. Ela existe  nos Estados Unidos, Canadá, Américas Central e Sul, África,  Europa, Ásia, Austrália. Seriam resultados óbvios e ululantes catastrófico no planeta, por não ser governado desde os iniciais  fatos de pecados no Jardim do Éden, por santos políticos capazes,  honestos e inteligentes. Seria o Brasil o modelo padrão?  

Publicidade

Últimas colunas

Deputada Estadual Márcia Lia
Deputada Estadual Márcia Lia LEI ROUANET PRÓ-ARMAS?
LEI ROUANET PRÓ-ARMAS?
Jótha Marthyns
Jótha Marthyns PETRÓPOLIS
PETRÓPOLIS
Deputada Estadual Márcia Lia
Deputada Estadual Márcia Lia ESTADO SOFRE POR FALTA DE HABITAÇÕES
ESTADO SOFRE POR FALTA DE HABITAÇÕES

Últimas colunas

Deputada Estadual Márcia Lia
Deputada Estadual Márcia Lia LEI ROUANET PRÓ-ARMAS?
LEI ROUANET PRÓ-ARMAS?
Jótha Marthyns
Jótha Marthyns PETRÓPOLIS
PETRÓPOLIS
Deputada Estadual Márcia Lia
Deputada Estadual Márcia Lia ESTADO SOFRE POR FALTA DE HABITAÇÕES
ESTADO SOFRE POR FALTA DE HABITAÇÕES

Publicidade