#CulturaEmCasa tem humor, indígenas e jazz na programação de abril

Solo de Carol Delgado entra para o acervo da plataforma a partir de 12 de abril, dia do humorista; #CulturaEmCasa completa três anos neste mês.

Compartilhe:


Foto: Divulgação

A #CulturaEmCasa acaba de anunciar os destaques da programação de abril da plataforma. Uma apresentação da humorista Carol Delgado, a série original “Por dentro dos circos”, a peça “Depois do Silêncio” e um especial com a Jazz Sinfônica fazem parte das atrações. A #CulturaEmCasa é uma iniciativa da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do governo de São Paulo.

No dia 12, a #CulturaEmCasa apresenta “Incorreto e Politicamente”, parte do Programa Open Mic da plataforma. A comédia, um solo  de stand-up da humorista Carol Delgado, foi gravado no Teatro de Araras, e  aborda assuntos como relacionamentos, religião, sexualidade, a chegada dos 30 anos e a criança dos anos 90. 

Para a comemoração do Dia dos Povos Originários, em 19 de abril, às 18h, a plataforma estreia “Por dentro dos museus”, série produzida pela #CulturaEmCasa e que tem o Museu das Culturas Indígenas como protagonista do primeiro episódio.  A série de 25 capítulos fará um tour pelos museus do estado de São Paulo, com apresentação de Vivi Villanova, youtuber de um dos principais canais brasileiros de arte, conhecido como vivieuvi. Durante a série, Vivi vai dar informações sobre o museu, obras, exposições e movimentos artísticos. 

“Abril é um mês muito importante para a #CulturaEmCasa, dia 21 completamos três anos e, além da programação super especial para o mês, vamos fazer uma grande festa em comemoração ao aniversário da plataforma, a maior da América Latina”, disse Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte, gestora da plataforma. “A comemoração vai acontecer no Teatro Sérgio Cardoso, e será aberta ao público, mais que isso é segredo”, brinca Danielle.

A peça “Depois do Silêncio” entra em cartaz dia 27 de abril, na comemoração ao Dia Nacional da Libras. A obra é baseada na vida de Helen Keller (1880-1968), que perde a visão e audição ainda na infância e vive em um mundo totalmente apartado até que conhece a professora Anne Sullivan. Além de contribuir para a reflexão sobre a temática da acessibilidade e visibilidade das pessoas com deficiência, a peça também é um exemplo de inclusão a partir do encontro de atrizes ouvintes e surdas em cena. A montagem é bilíngue, encenada em português e em libras pelas próprias atrizes, sem a necessidade de um intérprete externo.

Para finalizar as estreias do mês, o Especial Jazz Sinfônica celebra o Dia Internacional do Jazz em 30 de abril a partir do meio-dia. O visitante terá acesso a uma hotpage especial que comemora o jazz na #CulturaEmCasa com espetáculos de Roberta Sá, Vanessa Moreno, Lenine, Carlinhos Brown, Diogo Nogueira, Fafá de Belém, em um passeio pela trajetória e performance desses e outros artistas. 

Acesse todo o conteúdo da plataforma – www.culturaemcasa.com.br 

 

Sobre a #CulturaEmCasa

Com cerca de cinco mil conteúdos e mais de oito milhões de visualizações, a plataforma #CulturaEmCasa comemora três anos de lançamento no próximo dia 20 de abril. Durante o período, reuniu um acervo diverso, com 13 linguagens “Cinema”, “Circo”, “Conteúdos Acessíveis” “Cultura Popular”, “Dança”, “Gastronomia”, “Humor”, “Infantil”, “Literatura”, “Museus”, “Música”, “Ópera” e “Teatro”. A Amigos da Arte, Organização Social de Cultura é a responsável pela gestão da plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa em parceria com o governo do Estado de São Paulo.

 

Amigos da Arte

A Amigos da Arte, Organização Social de Cultura responsável pela gestão do Teatro Sérgio Cardoso, Teatro Sérgio Cardoso Digital e Teatro de Araras, além da plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa,  trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo fomentar a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos. Em seus mais de 17 anos de atuação, a Organização desenvolveu cerca de 60 mil ações que impactaram mais de 30 milhões de pessoas.

 

 

Fonte: Pridea Comunicação

 

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Mais notícias sobre Cultura

Festival Rio LGBTQIA+ exibe 80 filmes em uma semana

Festival Rio LGBTQIA+ exibe 80 filmes em uma semana

Festival Rio LGBTQIA+ exibe 80 filmes em uma semana

Alemanha devolve fóssil Ubirajara jubatus ao Cariri cearense

Alemanha devolve fóssil Ubirajara jubatus ao Cariri cearense

Cemitérios do país recebem visitas guiadas e viram museus a céu aberto

Cemitérios do país recebem visitas guiadas e viram museus a céu aberto

Com Lei Paulo Gustavo, governo garante R$ 3,8 bilhões para a cultura

Com Lei Paulo Gustavo, governo garante R$ 3,8 bilhões para a cultura

Mais notícias sobre Cultura

Festival Rio LGBTQIA+ exibe 80 filmes em uma semana

Festival Rio LGBTQIA+ exibe 80 filmes em uma semana

Festival Rio LGBTQIA+ exibe 80 filmes em uma semana

Alemanha devolve fóssil Ubirajara jubatus ao Cariri cearense

Alemanha devolve fóssil Ubirajara jubatus ao Cariri cearense

Cemitérios do país recebem visitas guiadas e viram museus a céu aberto

Cemitérios do país recebem visitas guiadas e viram museus a céu aberto

Com Lei Paulo Gustavo, governo garante R$ 3,8 bilhões para a cultura

Com Lei Paulo Gustavo, governo garante R$ 3,8 bilhões para a cultura

Publicidade