Grosjean tira curativos e mostra cicatrizes nas mãos seis semanas após acidente no Barein

Piloto comemorou recuperação com fotos nas redes sociais; francês chegou a ficar 29 segundos dentro do carro em chamas após se chocar contra o guard-rail na largada do GP do Barein

Compartilhe:

Seis semanas após o grave acidente sofrido no GP do Barein de Fórmula 1 em novembro do ano passado, Romain Grosjean revelou a evolução do tratamento das queimaduras em suas mãos. Já sem os curativos, o francês exibiu as cicatrizes nas mãos em fotos publicadas nas redes sociais, nas quais aparece segurando o gato da família e um de seus filhos e comemorou o avanço.

Romain Grosjean retirou curativos da mão esquerda seis semanas após acidente no Barein — Foto: Reprodução/Redes sociais

Romain Grosjean retirou curativos da mão esquerda seis semanas após acidente no Barein — Foto: Reprodução

- Minhas mãos estão de volta, e Petrus não está tão infeliz com isso! - escreveu o piloto.

Piloto exibiu mãos com cicatrizes das queimaduras sofridas após o acidente no Barein, em novembro — Foto: Reprodução/Redes sociais

Piloto exibiu mãos com cicatrizes das queimaduras sofridas após o acidente no Barein, em novembro — Foto: Reprodução

Em meados de dezembro, Grosjean já havia retirado as ataduras que cobriam sua mão direita, que sofreu menos danos na exposição ao fogo durante o acidente, ocorrido em 29 de novembro. Na ocasião, o francês atingiu o guard-rail nos primeiros metros após a largada e ficou preso dentro do cockpit de seu carro da Haas, em chamas, por 29 segundos, antes de ser resgatado e levado para um hospital próximo ao circuito.

Grosjean recebeu alta do hospital após três dias de internação e ficou fora das duas últimas etapas da temporada 2020 da F1, no GP de Sakhir, também no Circuito do Barein, e no GP de Abu Dhabi. O francês foi substituído nas provas pelo brasileiro Pietro Fittipaldi e, com a conclusão de seu vínculo com a Haas, está fora do grid da categoria em 2021.

Desde então, o ex-F1 vem publicando atualizações sobre seu estado de saúde nas redes sociais. Na última semana, quase 40 dias após o acidente, Grosjean publicou uma foto comemorando a remoção temporária dos curativos de sua mão esquerda. Dessa vez, porém, a retirada das ataduras é definitiva.

Ao lembrar dos detalhes da batida, o francês relatou o que sentiu nos segundos iniciais após o choque contra o guard-rail. Ele revelou que, além de lembrar de Niki Lauda - tricampeão falecido em 2019 que também sofreu um grave acidente com incêndio em 1976 -, aceitou momentaneamente que iria morrer, mas acabou mudando de ideia ao pensar em seus filhos.

- Fiquei em paz comigo mesmo e senti que ia morrer. Comecei a me perguntar: "Vai queimar o meu sapato, o pé ou a mão? Vai ser doloroso? Como vai começar?" Mas pensei nos meus filhos e eu disse "não, eles não podem perder o pai hoje". Decidi virar meu capacete para o lado esquerdo e depois tentar torcer meu ombro. Percebi que meu pé estava preso no carro, então eu puxei o máximo que pude e meu pé saiu da sapatilha. Fiz de novo e meus ombros doeram; e eu sabia que ia pular - recordou Grosjean.

Sem contrato para a próxima temporada da F1, o francês disse ter a intenção de procurar algumas das equipes do grid para realizar testes particulares de "despedida" da categoria. Na época, Toto Wolff, chefe da Mercedes, disse que estaria disposto a dar uma chance para o piloto no W11, carro heptacampeão da equipe alemã.

Fórmula 1 - Info Acidente com Grosjean no Barein v3 — Foto: Infoesporte

Fórmula 1 - Info Acidente com Grosjean no Barein v3 — Foto: Infoesporte

Fonte:https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/grosjean-tira-curativos-e-mostra-cicatrizes-nas-maos-seis-semanas-apos-acidente-no-barein.ghtml

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Mais notícias sobre Esportes

Copa Davis de tênis terá 11 dias e três cidades-sede em 2021; Madri está mantida

Copa Davis de tênis terá 11 dias e três cidades-sede em 2021; Madri está mantida

Copa Davis de tênis terá 11 dias e três cidades-sede em 2021; Madri está mantida

Organizadores do GP de Mônaco desmentem rumores e garantem realização da corrida

Organizadores do GP de Mônaco desmentem rumores e garantem realização da corrida

Gabriel Jesus completa quatro anos no City com oito títulos: "Cheguei sonhando alto"

Gabriel Jesus completa quatro anos no City com oito títulos: "Cheguei sonhando alto"

Sorteio do Mundial de Clubes coloca Tigres ou Ulsan no caminho de Palmeiras ou Santos

Sorteio do Mundial de Clubes coloca Tigres ou Ulsan no caminho de Palmeiras ou Santos

Mais notícias sobre Esportes

Copa Davis de tênis terá 11 dias e três cidades-sede em 2021; Madri está mantida

Copa Davis de tênis terá 11 dias e três cidades-sede em 2021; Madri está mantida

Copa Davis de tênis terá 11 dias e três cidades-sede em 2021; Madri está mantida

Organizadores do GP de Mônaco desmentem rumores e garantem realização da corrida

Organizadores do GP de Mônaco desmentem rumores e garantem realização da corrida

Gabriel Jesus completa quatro anos no City com oito títulos: "Cheguei sonhando alto"

Gabriel Jesus completa quatro anos no City com oito títulos: "Cheguei sonhando alto"

Sorteio do Mundial de Clubes coloca Tigres ou Ulsan no caminho de Palmeiras ou Santos

Sorteio do Mundial de Clubes coloca Tigres ou Ulsan no caminho de Palmeiras ou Santos

Publicidade